Presença das irmãs Cistercienses no território Africano

 

   A Uganda é uma pérola da África, país no Equador que nasce na sorgente do Nilo, terra antiga dominada pelo Ruwenzori, dividida por  Rift Valley e plena de lagos; os maiores são: Vitória, Eduardo e Alberto.
No oeste deste Estado foi realizada uma proposta evangelizadora por Madre Claudia com um maravilhoso empenho missionário que a Congregação das Irmãs Cistercienses da Caridade iniciou no ano de 1998 com o Bispo da Diocese de Hoima, Monsenhor Deogratia Muganwa Byabazaire.
   As primeiras missionárias foram as irmãs:  Maria Enrica Rinaldi, Daniela Campanello(italianas) e as três Ugandesas: Annet Nyangoma, Cecília Josehine e Restituta Namugumy. No ano de 1999 foi construído na missão uma casa de retiro e um poço feito por um grupo de missionários italianos do Monte Sant´Angelo (Foggia-Itália) para atingir água potável para os  habitantes do világio.
   Em 2002  foi posta a primeira pedra para a construção da Escola infantil Madre Claudia.
   Em fevereiro de 2003 a escola teve abertura, atendendo 20 crianças, atualmente são atendidas145 crianças, estas são acolhidas em uma grande estrutura,  graças a ajuda de alguns benfeitores.
Em 2005 foi inaugurada uma Igreja dedicada a Nossa Senhora de Loreto e em 2010 a construção de uma escola primária. Todas estas obras foram adquiridas através da ajuda e colaboração de nossos benfeitores.
   Na missão as filhas de madre Claudia fala o idioma inglêstransmitido pelos colonizadores europeus. Há cerca de 450 línguas bamtu. Cada pessoa tem um sobrenome que demonstra carinho à tradição antiga. Por exemplo: a cada pessoa é dado um nome Abwoo.
Gato: é uma pessoa pequena e bonita
Atwooki: algodão, para uma pessoa limpa.
Akiiki: pessoa com autoridade, vitoriosa.
Amooti: flores, personalidade resaltante.

Compromisso das filhas de Madre Claudia.

   O trabalho das irmãs consiste na promoção humana através da escola, elas garantem uma recompensa econômica  a quem vai cultivar o terreno da escola.
   A missão acolhe as crianças dando uma particular atenção, formação e instrução dos mais pequeninos até os maiores, procurando transmitir uma formação através do trabalho manual,  domésticos, etc...
   A instrução escolar é possível através da adoção à distância, também são oferecidas; a alimentação e assistência sanitária.

   A formação Cristã: Para garantir um futuro mais seguro a todos que frequentam a escola, a Congregação abriu-se uma escola primária unida a uma instrução e formação religiosa cristã. As irmãs se prontificam no trabalho pastoral catequético dos adultos e familiares dos alunos, em particular na pastoral da juventude  e vocacional, organizando grupos de oração e diversas atividades.
   Existe na missão um centro de espiritualidade que acolhe seminaristas, padres, religiosos e leigos por um breve ou prolongado silêncio, oração e meditação.

   A missão é um pequeno espaço de paz e espiritualidade.